Seja bem-vindo! Hoje é

O ANTICRISTO – QUEM É E QUANDO VIRÁ

O TERMO ANTICRISTO
Termo próprio da literatura apocalíptica. Ele é o opositor do Reino de Deus e, portanto, como rival de Jesus Cristo, aparece como falso profeta e tirano. A palavra “anticristo” deriva de dois termos gregos: christos, significando “Cristo” ou “Ungido”, e anti, significando “contra”, nesta combinação, ou seja, aquele que é contra Cristo.

A PALAVRA ANTICRISTO NA BÍBLIA SAGRADA
A primeira referência profética ao Anticristo é provavelmente a de Gênesis 3.15: “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente...”. Cristo é o descendente da mulher, o Anticristo é a descendência de Satanás ou diabo, cujo nome significa “caluniador”, que fala contra Cristo e os remidos em seu sangue.

O nome “anticristo” é encontrado apenas nas epístolas de João (1 Jo 2.18,22; 4.3; 2 Jo 7), onde ele é descrito como alguém que virá no final dos tempos, mas que o seu espírito já está no mundo. O espírito do anticristo será personificado na besta descrita em Apocalipse 13.1; 11.7.

QUEM SÃO OS ANTICRISTOS?
São os oponentes da obra de Deus, que profanam o templo e se dizem deus: “Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2 Ts 2.3-4).

São os falsos mestres com suas falsas doutrinas, conforme nos fala o apóstolo João: “Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós” (1Jo 2.18-19).

O Anticristo não deve ser confundido com os anticristos que no passado já existiram e ainda hoje existem em grande número (1 Jo 2.18), pois todo opositor de Cristo é um anticristo e sua sutileza sempre foi de utilizar o nome de Cristo em prol de sua causa (2 Pe 2.1-2; Mt 24.24).

O ESPÍRITO DO ANTICRISTO
O espírito do Anticristo possuiu muitos inimigos de Deus através dos tempos, tais como “o rei da Babilônia”, um tipo de Satanás: “Então proferirás este provérbio contra o rei de Babilônia, e dirás: Como já cessou o opressor, como já cessou a cidade dourada! Já quebrantou o SENHOR o bastão dos ímpios e o cetro dos dominadores. Aquele que feria aos povos com furor, com golpes incessantes, e que com ira dominava sobre as nações agora é perseguido, sem que alguém o possa impedir” (Is 14.4-6). Mas, durante os séculos, muitos reis anticristãos e homens malignos poderosos foram identificados como anticristo, em toda a história, tais como: Nero, Napoleão, Mussolini, Hitler, Stalin, e outros em épocas mais recentes. Alguns desses foram, sem dúvida, motivados pelo espírito do Anticristo, mas este ainda não veio. Mas, o espírito dele continuará possuindo qualquer um que se entregue ao domínio de Satanás, usando seu poder contra o povo de Deus.

O QUE RETÉM O ANTICRISTO
Ele pode até já estar em algum ponto do globo terrestre, porém não será revelado até que haja o arrebatamento da Igreja, sendo, então inútil tentar identificá-lo no momento. Portanto o próximo evento que aguardamos é a vinda do Senhor Jesus nos ares e o imediato arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.16-17). Com a saída da Igreja da terra, que terá findado o seu tempo no propósito de Deus, que era anunciar o evangelho a todas as nações, haverá em consequência a retirada do Espírito Santo, que era quem retinha o Anticristo (2 Ts 2.7-8).

O SURGIMENTO DO ANTICRISTO
Logo após o arrebatamento da Igreja, em meio a turbulência e a perplexidade causada pelo desaparecimento do povo de Deus, surgirá o Anticristo. Haverá soluções para grandes problemas e conflitos sociais da humanidade, haverá uma paz aparente e prosperidade (Ap 6), o problema da fome será temporariamente contornado e estabelecido o controle econômico de cada indivíduo (Ap 13.16,17). Todas as pessoas serão controladas, tudo estará sob o seu domínio, ninguém poderá comprar ou vender sem que ele saiba. Tomará o lugar de Deus no coração da humanidade, e espera ser adorado por todos (AP 13.3-8).

O GOVERNO DO ANTICRISTO
Durante a tribulação, o mundo será governado pelo Anticristo, mas a atuação será da trindade satânica: o dragão (Satanás), a primeira besta de dez chifres (Anticristo) e o falso profeta (a segunda besta, de dois chifres). O Anticristo vai controlar a política, a economia e evidentemente as religiões no mundo todo (Ap 13.14-17; 17.3,12-17).

No começo de sua administração ele fará uma aliança com o povo de Israel (Dn 9.27), e permitirá a reconstrução do templo de Jerusalém. Este pacto fará com que as maiores religiões do mundo se congreguem num grande movimento ecumênico pelo qual muitos já anseiam e daí será estabelecida a religião universal, que é a grande prostituta, a “Babilônia” (Ap 17.1-6), que depois será desolada e queimada no fogo pela primeira besta (Ap 17.16), sendo essa mulher “a grande meretriz” (Ap 17.1), que é a grande cidade que governa os reis da terra. Alguns pensam em duas Babilônias, sendo uma os cristãos apóstatas e a outra o império confederado do Anticristo. O Anticristo terá sua sede religiosa na cidade de Jerusalém e sua sede política na cidade de Roma. O Anticristo receberá então, o poder das mãos do próprio Satanás (Ap 13.4).

O FIM DO ANTICRISTO
A besta que é o Anticristo reúne as nações sujeitas a ela para guerrear contra o Cordeiro na batalha do Armagedom, onde será completamente derrotada e lançada, junto com o falso profeta, dentro do lago de fogo (Ap 16.16; 17.14).

Essa batalha final é narrada em Apocalipse 19.19-21: “E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército. E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre. E os demais foram mortos com a espada que saía da boca do que estava assentado sobre o cavalo, e todas as aves se fartaram das suas carnes”.

ALGUNS TÍTULOS DO ANTICRISTO
1-    A Besta – Ap 13.1-4, 12-18; 16.2; 17.8; 19.19; 20.4-10.
2-    O Homem da iniquidade – 2 Ts 2.3.
3-    Filho da perdição – 2 Ts 2.3.
4-    O iníquo – 2 Ts 2.8.

RESUMO DAS OBRAS DO ANTICRISTO
1-    Ele aparecerá em cena como um defensor da paz, que tolera a religião (Dn 9.27; 1Ts 5.3).
2-    Fará aliança com os judeus (Dn 9.24-27).
3-    Depois de três anos e meio, durante a Tribulação, ele porá de lado qualquer suposta tolerância, quebrará sua aliança com os judeus, e começará a perseguir Israel (Ap 13.7-8).
4-    Uma de suas cabeças receberá um golpe mortal, sendo depois milagrosamente curada, provocando admiração e adoração em todo o mundo (Ap 13.3-4).
5-    Sendo ele o homem do pecado, o iníquo, blasfemará contra Deus, exigindo depois adoração de todos os homens sob pena de morte (Ap 13.6-8,15).
6-    Surge o falso profeta, que exerce poder e milagres para enganar, faz com que os homens adorem a besta. Cria uma imagem da besta à qual dá vida e obriga todos os homens a receberem um sinal ou número da besta a fim de poderem comprar e vender (Ap 13.11.18).
7-    Durante a Tribulação, a besta apoia a grande prostituta, que representa a religião apóstata; mas finalmente a besta, juntamente com os dez reis que dominam juntamente com ela, destroem a mulher vestida de púrpura e escarlata (Ap 17).
(A Mulher é chamada de “a grande cidade que domina sobre os reis da terra” (Ap 17.18). A cidade está situada sobre “sete montes” (Ap 17.9). Os eruditos se dividem quanto a cidade ser Roma ou Babilônia).

J. DIAS
Editor do Site

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário